Docência e Ansiedade: Experiências de Docentes do Ensino Superior em Início de Carreira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54580/R0502.07

Palavras-chave:

Docência, Ansiedade, Carreira, Angola

Resumo

O presente artigo nos permitirá de forma científica obter uma visão actualizada da ansiedade laboral, focado no início de carreira do professor universitário, com objectivo de compreender como é a vivência e experiência de um professor iniciante e como este constrói a sua identidade. De modo específico descrever os desafios que estes profissionais enfrentam na sua prática profissional. Recorreu-se a teoria psicanalítica de S. Freud que para o mesmo o comportamento humano baseia-se nos instintos ou impulsos inconscientes sendo uns agressivos e outros destruidores. Actualmente os desafios que a sociedade coloca e que a escola enfrenta são cada vez mais exigentes, sendo notório o nível de ansiedade e stress dos professores e a sua possível associação com o grau de satisfação no processo educativo. Para esta pesquisa usou-se a abordagem qualitativa para uma análise mais profunda e para a recolha dos dados usou-se a entrevista em profundidade. A pesquisa teve como público-alvo docentes iniciantes e calejados das instituições de ensino superior. Como os resultados indicam, realmente todo docente é afectado pela ansiedade no exercício da sua profissão, sendo esta boa quando impulsiona e patológica quando cria obstáculos na actividade docente. Os profissionais estão satisfeitos com a profissão, mas é necessário ainda um trabalho árduo a nível pessoal e profissional para atingir os objectivos da universidade para superar os desafios que lhe são impostas. Não obstante é preciso apostar na formação contínua do quadro docente para melhorar a qualidade, condições pedagógicas de ensino e produção científica.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Referências

Angola. Ministério do Ensino Superior. (2018). Estatuto da carreira do Ensino Superior. Luanda: Imprensa Nacional

Angola. Ministério do Ultramar (1962). Criação dos estudos gerais universitários. Disponível em https://dre.tretas.org/dre/260277/decreto-lei-44530-de-21-de-agosto

Angola. Ministério do Ultramar (1968). Criação da Universidade de Luanda. Disponível em https://dre.tretas.org/dre/249116/decreto-48790-de-23-de-dezembro

Demo, P. (2005). Metodologia da Investigação em Educação. Curitiba: IBPEX.

Doron, R., & Parot, F. (2001). Dicionário de Psicologia. Lisboa: Climepsi.

Gil, A. C. (2018). Didáctica do Ensino Superior. São Paulo: Atlas.

Ima-Panzo, J. (2018). Extensão Universitária em Angola. Tendências acções e projecções. Luanda: Mayamba.

Kandingi, A. A. (2016). A Expansao do Ensino Superior em Angola. Um Estudo sobre o Impacto das Instituicoes de Ensino SuperiorPrivado. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa.

Kauark, F. d., Manhães, F. C., & Medeiros, C. E. (2010). Metodologia de Pesquisa: Um Guia Prático. Bahia: Via Litterarum.

Lenhardtk, G., & Calvetti, P. Ü. (2017). Quando a ansiedade vira doença? Como tratar transtornos ansiosos sob a perspectiva cogntivo-comportamental. Aletheia. V 50, n 1-2, 111-122. http://posgrad.ulbra.br/periodicos/index.php/aletheia/article/view/4168/2994

Miranda, F. S., & Echevarría, H. R. (2017). Aplicação da Didáctica no Ensino Superior. Luanda: Mayamba-Editora.

Palatas, T. A. (2017), O papel do ensino superior no desenvolvimento de Angola: o caso da ESPtN. FORGES. Vol 5, n 2. 55-70. https://publicacoes.riqual.org/ficheiros/FORGES/Forges201752.pdf

Picado, L. (2006). Ansiedade na profissão docente. Portugal: Edições Pedago, Lda.

Picado, L. (2009). Ser Professor: Do mal-estar para o bem-estar docente. Disponível em: https://www.psicologia.pt/artigos/textos/textos/A0474.pdf

Pimenta, S. G., & Almeida, M. I. (2014). Pedagogia Universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez.

Pimenta, S. G., & Anastasiou, L. d. (2017). Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez Editora.

Prodanov, C. C., & Freitas, E. C. (2013). Metodologia do Trabalho Científico: Métodos e Técnicas da Pesquisa e do Trabalho Académico. Rio Grande do Sul: Feevale.

Santos, M. D. (1998). Cultura, educação e ensino em Angola. Braga-Portugal.

Silva, E. A. (2016). Gestão do Ensino Superior em Angola. Realidades, tendências e desafios rumo à qualidade, Luanda: Mayamba-Editora.

Downloads

Publicado

2024-04-27

Como Citar

Docência e Ansiedade: Experiências de Docentes do Ensino Superior em Início de Carreira. (2024). Revista Angolana De Ciências , 5(2), e050207. https://doi.org/10.54580/R0502.07

Artigos Similares

1-10 de 11

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.