ESTUDO PATOLÓGICO DO CINEMA FERROVIÁRIO DO HUAMBO

Palavras-chave: Cinema, Reabilitação arquitetónica, Patologias, Clube Desportivo

Resumo

O cinema tem vindo a refletir a forma como a sociedade se tem organizado, está intimamente relacionado com os aspetos sociais e culturais, tendo-se constituído um dos principais fenómenos contemporâneos. A sociedade em que vivemos está em permanente mudança e consequentemente surgem valores, interesses e estilos de vida diferentes. A concretização de uma vontade de resgate do cinema Ferroviário do Huambo é um ato de mérito a destacar, num território com as características como as que apresenta o Município do Huambo, constitui um desafio entusiasmante para a revitalização e conservação dos cinemas mas que está inserido em um espaço desportivo desta cidade. Em Angola o cinema está presente em todo o país e a Província do Huambo possui várias instalações de cinemas que revela a cultura e identidade da cidade, mas por motivos diversos como o fator guerra e a falta de manutenção foram se deteriorando, precisando assim de uma conservação e restauração. Depois de observadas as patologias no cinema do Clube Desportivo Ferroviário do Huambo na fase de diagnóstico surge a ideia de sua reabilitação e dos locais adjacentes, associando os espaços existentes e criando uma nova perspetiva de espaços de laser na cidade do Huambo. Este trabalho de pesquisa destina-se a um estudo patológico do cinema Ferroviário do Huambo sendo este seu objetivo principal e posterior implementação de um anteprojeto arquitetónico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Castro C. J. (2017). Ideias conceituais para a conservação e restauração do Complexo Desportivo do Ferrovia, Departamento de Construção Civil e Arquitetura do Instituto Superior Politecnico do Huambo da Universidade José Eduardo dos Santos.

Lanzinha, J. C., Silva, M., & Jular, J. (2016). Projecto de requalificação industrial do edifício fábrica velha. Euro-American Congress Rehabend, p 1-9.

Quintã, A. (2017). Cineteatros angolanos tipologias 1932-75. Cineteatros angolanos tipologias 1932-75 (pp. 1-115). Angola, Angola: Dissertação sobre a evolução tipológica dos cinemas em Angola entre 1932 e 1975

Rato, G. A. (2011). Grafias Imagéticas numa Proposta de Requalificação Arquitectónica. Grafias Imagéticas numa Proposta de Requalificação Arquitectónica, pág 2. Lisboa, Lisboa, Portugal: UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA, Faculdade de Arquitectura

Saquissi S. F. (2017). Ideias conceituais para a reabilitação do Cine Estúdio 404, Departamento de Construção Civil e Arquitetura do Instituto Superior Politecnico do Huambo da Universidade José Eduardo dos Santos.

Tejera Garófalo, P. e Álvarez Rodríguez, O. (2010). Patología de la Construcción. Instituto Superior Politécnico José António Echeverría da Faculdade de Arquitectura de Cuba.
Publicado
2019-10-27
Como Citar
Odio Soto, C. A., Delfino, B. C., & dos Santos, A. V. V. (2019). ESTUDO PATOLÓGICO DO CINEMA FERROVIÁRIO DO HUAMBO. RAC: Revista Angolana De Ciências, 1(2), 400 - 421. Obtido de http://publicacoes.scientia.co.ao/ojs2/index.php/rac/article/view/35
Secção
Artigos