A EDUCAÇÃO COMO FACTOR DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

Palavras-chave: educação, desenvolvimento humano, índice de desenvolvimento humano

Resumo

Neste trabalho, procura-se sistematizar alguma bibliografia referente a educação como factor de desenvolvimento humano. Começa-se por entender o conceito de educação, sua relação com o desenvolvimento humano e finalmente a posição de Angola neste ranking. Como resultado desta sistematização, constatou-se que a educação já foi definida desde o ponto de vista pedagógico e sociológica, porém, apesar da diferença de critérios os autores concordam quando colocam o homem (sujeito, criança ou povo) no centro da actividade e que por meio dela conduz a sua transformação, ao desenvolvimento das sociedades. Por outro lado, a literatura, em geral, reconhece a existência de uma inter-relação entre os níveis de educação e de desenvolvimento de um país. Deste ponto de vista, o investimento em educação pode permitir alcançar um maior nível de desenvolvimento mas também este, por sua vez, pode gerar acréscimos no nível educativo da população, em geral. Finalmente Angola encontra-se nos países com o índice de desenvolvimento humano mais baixos do Mundo, ocupando a 5ª posição desta classificação. Deverá o governo angolano investir mais seriamente na educação, saúde para que se possa elevar a qualidade de vida dos angolanos e consequentemente melhor a nossa posição neste ranking.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ÁLVAREZ DE ZAYAS, C. M. (1999). La escuela en la vida. Didáctica. 3ra edição. Ciudad de La Habana: Editorial Pueblo y Educación.

BLANCO, A. (2004). Introducción a la sociología de la educación. La Habana. Editorial Pueblo y Educación.

CORTÉS, G. (2013). Primeras aproximaciones para un concepto de educación en el tercer milenio. Disponível em http://antroposmoderno.com/antro-articulo.php?id_ articulo=1411.

DA ROCHA, M. J. A. (2010). Desigualdades e assimetrias regionais em angola – os factores de competitividade territorial. Luanda: Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola.

DA ROCHA, M. J. A. et al (2016). Estudos sobre a Diversificação da Economia Angolana. Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola.

FARIÑAS, G. (2016). Psicología, educación y sociedad. La Habana. Editorial Universitaria Félix Varela.

FREIRE, P. (1987). A pedagogia do oprimido. 17ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra

FREIRE, P. (1996). Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

GASPAR, A. (2002). A educação formal e a educação informal em ciências. Ciências e público. Local: Editora UFRJ, 171-183.

HEGEL, G. W. F. (1992). El concepto de religión. Trad. A. Guinzo. México: Fondo de Cultura Económica. (Colección de textos clásicos).

OLIVEIRA, M. & MORAES, M. B. (2016). A relação entre a educação e o desenvolvimento. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/316605914

PEREIRA, D. R. & PINTO M. R. (2009). Educação, desenvolvimento humano e qualidade da educação. Revista de Políticas Públicas. 13, (1), 97-106, http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/view/3008.

PNUD (2017). Relatório Global sobre Desenvolvimento Humano 2016: Desenvolvimento Humano para Todos. Luanda

ROUSSEAU, J. J. (1999). Emílio ou da Educação. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes.

SILVA, W. (2017). Posição de Angola em vários índices internacionais. Luanda: Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica de Angola.
Publicado
2019-06-06
Como Citar
Chipindo , P. C. M. (2019). A EDUCAÇÃO COMO FACTOR DE DESENVOLVIMENTO HUMANO. RAC: Revista Angolana De Ciências, 1(1), 197-207. Obtido de http://publicacoes.scientia.co.ao/ojs2/index.php/rac/article/view/16
Secção
Reflexões