Foco e Escopo
A Revista Angolana de Ciências da Associação Multidisciplinar de Investigação Científica, Angola, é arbitrada e de carácter multidisciplinar; destina-se à divulgação de resultados de investigação científica inéditos (artigos científicos, ensaios, relatos de experiências, notas científicas, notas técnicas e revisões bibliográficas inéditos), abrangendo as áreas de Ciências Sociais, Humanas, Engenharias e outras a fim. O objectivo desta revista é de estimular a reflexão e o debate científico ao nível da província do Huambo, de Angola e no exterior. Revista Angolana de Ciências publica semestralmente, nos meses de Junho (Janeiro-Junho) e Dezembro (Julho-Dezembro), e utiliza provedor de dados OAI-PMH: http://publicacoes.scientia.co.ao/ojs2/index.php/rac/oai. RAC  publica trabalhos inéditos desde 2019, em Português, Espanhol e Inglês e mantém-se com fundos próprios resultante da quota dos membros da Associação Multidisciplinar de Investigação Científica, instituição editora. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Processo de avaliação dos manuscritos
Avaliação preliminar
Todos manuscritos recebidos são submetidos a uma avaliação preliminar dos editores. Esta avaliação preliminar consiste na verificação do cumprimento das líneas e normas editoriais da revista e na pertinência do tema e do resumo. O passo seguinte corresponde a detenção de plágio. Neste processo certifica-se que o trabalho é original e que não foi publicado em nenhuma outra revista, mediante a utilização do software Plagius, adicionada a uma pesquisa na internet utilizando o título do trabalho, o nome ou os nomes dos autores e ou uma parte do texto do manuscrito. Caso o manuscrito seja apurado nestas avaliações preliminares, selecciona-se mediante as especialidades, dois árbitros para a arbitragem do trabalho de forma anónima, ou seja, é responsabilidade dos editores, garantir o anonimato dos manuscritos que são avaliados pelos árbitros, por formas que não saibam a quem pertence cada trabalho. Terminado este processo, os editores comunicam formalmente o resultado da arbitragem aos autores e o tempo que dispõem para as rectificações. Em algumas ocasiões em que não se tenha resposta por parte dos autores no tempo estabelecido, o conselho editorial poderá recusar ou não aceitar o trabalho definitivamente. O tempo médio para avaliação dos trabalhos é de quatro semanas e para informação sobre a sua aceitação ou não é de oito semanas.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Revisão por pares (peer review)
Quando o trabalho é aceite na avaliação preliminar passa de imediato para um processo de revisão duplo pares às cegas (Double blind peer review), ou seja, a comissão editorial selecciona dois membros da especialidade para avaliarem o trabalho. Esse processo de avaliação é realizado por especialistas da área, podendo ser angolanos ou estrangeiros com reconhecimento e prestígio na área em que actua profissionalmente. Se um dos árbitros avalia positivamente e outro negativamente, consulta-se um terceiro que dará o ditame final.
Os critérios estabelecidos para avaliação dos trabalhos são os seguintes:

  • Aprovado;
  • Aprovado com modificações;
  • Corrigir e reenviar para avaliação;
  • Não aprovado.

Concluído este processo de arbitragem encaminha-se o trabalho para a equipa de correcção para uma última avaliação (se necessário). De seguida, encaminha-se para o editor executivo e ou de secção, que é o responsável por editar e preparar todos os trabalhos para a sua publicação.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Frequência de publicação
A Revista Angolana de Ciências publica semestralmente, nos meses de Junho (Janeiro-Junho) e Dezembro (Julho-Dezembro) de cada ano. A referida frequência de publicação não inibe a possibilidade de existirem, sempre que se justifique, a publicação de edições especiais.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Politica de acesso aberto
A Revista Angolana de Ciências é uma revista de acesso aberto. Todos os trabalhos estão licenciados pela Creative Commons 4.0. Toda comunidade científica e académica tem acesso sem restrições aos conteúdos; os trabalhos podem ser baixados, impressos, lidos, citados, tendo em conta que não se cobra nenhum imposto nem taxas pelos encargos de submissão, revisão por pares, publicação e distribuição ou disponibilização na internet. Link: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Política de Direito de Autor
O conteúdo das publicações é responsabilidade dos autores e não da RAC: revista angolana de ciências, nem da Associação Multidisciplinar de Investigação Científica. Os autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de publicação inicial, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons CC BY-NC- SA 4.0, e pelos direitos de publicação. Os autores podem publicar seus trabalhos on-line em repositórios institucionais / disciplinares ou nos seus próprios sites.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Políticas de arquivamento
Esta revista utilizada a plataforma ZENODO, PKP, para armazenar e conservar os trabalhos publicados, utiliza tambem o sistema LOCKSS para o armazenamento, a conservação e o restauro dos documentos, bem como a distribuição nas diferentes bibliotecas online. A ferramenta CLOCKSS para além de armazenar, distribui informações desta revista a diferentes bibliotecas a traves da sua página CLOCKSS.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Detenção de plágio
Os autores devem cumprir os seguintes requisitos de publicação:

  1. Confirmar que o trabalho que submete para avaliação é original;
  2. Não se encontra publicado em nenhum outro lugar;
  3. Não foi plagiado;
  4. Se os autores utilizaram trabalhos, palavras ou frases de outros investigadores confirmar que foi devidamente citado.

O Editor da RAC realiza a análise de plágio com o software Plagius. Recomenda-se aos árbitros consultar estes sites, para comprovação da originalidade dos trabalhos:
http://plagiarisma.net/es
https://www.paperrater.com/plagiarism_checker
https://www.plagscan.com/es/
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Declaração de ética e boas práticas editoriais
RAC: revista angolana de ciências adere às directrizes de boas práticas para publicações do COPE (Comité de Ética em Publicações). Nesse sentido, os critérios de selecção das contribuições publicadas nesta revista referem-se exclusivamente à relevância científica, originalidade, clareza e relevância. A RAC garante a confidencialidade do processo de avaliação e o anonimato dos avaliadores e autores.
Esta revista adere ao compromisso absoluto de não publicar qualquer obra que tenha componente de plágio ou fraude. Caso algum texto seja identificado como plágio ou inclua conteúdo fraudulento, ele será removido da publicação. Os editores da revista estarão sempre prontos para publicar correcções, esclarecimentos ou desculpas quando necessário.

Para os autores
É responsabilidade dos autores verificar se o conteúdo do manuscrito é original e citar adequadamente todas as afirmações, ideias e resultados de outras fontes. O autor que submete um artigo à revista deve garantir que está autorizado pelos seus co-autores para fazer a apresentação, que os autores têm autorização para publicar as imagens e fotografias incluídas no artigo e que o artigo é original, não tem publicado anteriormente, nem sua publicação na revista infringe direitos autorais.

Para os revisores
É responsabilidade dos revisores preparar seus relatórios de forma objectiva, dispensar críticas pessoais ao autor e expressar seus pontos de vista de forma clara e fundamentada em argumentos. Os revisores aceitam a confidencialidade do procedimento de avaliação e se comprometem a não discutir o conteúdo de manuscritos não publicados com os seus colegas. Os revisores se comprometem em informar imediatamente aos editores se reconhecerem algum caso de plágio ou dupla publicação, bem como se estiverem em situação de conflito de interesses.
https://publicationethics.org/files/COPE_Principles_of_Transparency_Poster.pdf
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Pensamento Crítico e Descolonial
Esta Revista promove o pensamento crítico e decolonial de todas as áreas em que se propõe a publicar. Também incentivamos a investigação entre os alunos de graduação, por forma a participarem na construção da literatura científica, sem importar o ano académico que cursam e sem a tutoria de um investigador com formação académica de graduação ou pós-graduação.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Resolução de conflitos e conflitos de interesse
O conselho editorial da Revista Angolana de Ciências tem estado atento ao conflito de interesse; qualquer situação deste tipo solicita-se que entrem em contacto com o conselho editorial da revista para a pronta regularização de quaisquer dúvidas que possa existir.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Renúncia
O conselho editorial da Revista Angolana de Ciências  não é responsável pelas opiniões expressadas pelos autores e pelo conteúdo nos seus manuscritos publicados na revista. A originalidade, correcções do manuscrito e os erros são de exclusiva responsabilidade dos autores.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Declaração de privacidade
Os nomes e endereços fornecidos nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Declarações assinantes
A RAC: revista angolana de ciências é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção académica e científica regional em Acesso Aberto. http://www.accesoabiertoalyc.org/wp-content/uploads/2018/01/Declaracao-Mexico.pdf.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Instituição Editora
A RAC: revista angolana de ciências é editada pela Associação Multidisciplinar de Investigação Científica (AMIC) http://www.scientia.co.ao, e mantém-se com fundos próprios resultante da quota dos seus membros.